quarta-feira, setembro 20, 2006

Onde estou?

Dei por mim a vaguear numa enorme planície pela noite olho para o céu está lua cheia, e esta parece estar muito mais perto da terra nunca a tinha visto daquele tamanho, a paisagem á minha frente parece tipicamente mediterrânea com oliveiras aqui e além, mas o cheiro é diferente, algo exótico, não consigo descortinar. Continuo a caminhar fascinado com aquele local, até que, certa altura começo a ouvir vozes não muito longe do sitio onde me encontro, decido ir em direcção aos sons.
Cada vez se torna mais forte o barulho, ouço guitarras, alguém a cantar, som de palmas, chegando mais perto daquele lugar observo então uma enorme fogueira com pessoas à volta, posso ver também carroças, tendas, alguns animais, cavalos talvez, cães, galinhas, de repente a música pára fui descoberto.
Uma bela mulher, jovem, dirige-se a mim o seu tom de pele é escura quase como morena, tem um cabelo longo e liso e uns olhos verdes como jade, pergunta-me sem medo quem sou, e se quero comer algo, sem saber porque eu aceitei, ao vê-la senti-me estranhamente reconfortado, seduzido, apaixonado e, talvez hipnotizado.
Sentei-me a volta da fogueira com os restantes membros daquela comunidade, trouxeram-me vinho e carne assada, e, eis, que começa outra vez a música num ritmo muito parecido com o flamenco, o som começa a envolver-me como se tivesse entrado em transe a mesma rapariga que falou comigo começa a dançar e vem lentamente aproximando-se na minha direcção, quando finalmente chega ao pé de mim senta-se e envolve-me nos seus braços, nunca me tinha sentido assim, não sei se seria do vinho, da música, da paisagem, mas havia algo ali que me completava.
A última coisa que me lembro é de adormecer aos braços dela, engraçado, aos braços dela, nunca lhe perguntei o nome, talvez seja melhor assim.
Onde estou?
Acordei. Estou em casa, deitado na minha cama, como pode ser? Sonhei? Sim só pode ser isso, foi tudo um sonho, do mais real e mais belo que tive um sonho uma historia fantástica, mas se assim é porque que ainda sinto o perfume que tanto me intrigou?

3 comentários:

Sleeping Angel® disse...

Gostei do texto... :)
Às vezes os sonhos parecem tão reais, que quando acordamos pensamos se era mesmo um sonho...

The Mystic Moon disse...

Obrigado por teres partilhado connosco o teu belo sonho!Gostava de ter um assim...tao real.Um beijo da tua hermanita.

Frankie disse...

Lindo... Há sonhos assim... Que nos fazem desejar nunca acordar...

Um beijinho e saudades