domingo, setembro 10, 2006

Consciência de ti

Porque que me deste consciência de ti, não queria saber que existias, mas mesmo assim tu apareceste. Serás tu fruto da minha consciência? Terás tu consciência de mim? Porque que apareceste? Sempre a ver-te, será que me vês? Tu que sorris quando passas por mim, sem no entanto estares a sorrir para mim. Porque que tive de te ver, olhar para ti todos os dias é como sofrer a pior das torturas, não ouso sequer chegar perto de ti. Tu qual deusa helénica de pura beleza me deixas sem palavras, não sei se sou capaz de te alcançar, aliás nunca tentei, serei eu masoquista, será que no mais intimo do ser gosto de sofrer, talvez, mas prefiro sofrer a perder uma ilusão e que numa resposta tua tudo possa desabar.

4 comentários:

Frankie disse...

Lindíssimo...mas triste...

Um beijo grande para ti, querido...E tudo de bom...

Sol disse...

Respeito... mas não posso concordar...
A vida é cruel qd dificulta o que pode ser tão simples... ao mesmo tempo somos nós que a pintamos dessa forma com medo das ilusões serem meras expectativas...
Ter consciência já é o suficiente para suportar qualquer desabar.

Beijo Migo...

Moon disse...

Sofrer por antecipação... pode custar mais do que enfrentar a realidade...
O que desaba também se reconstroi...

B*

The Mystic Moon disse...

Concordo com a Sol e com a Moon!Prefiro conhecer a realidade do que me esconder dela!Sofre-se mais com as duvidas do que com as certezas.Um beijo da tua hermanita.