segunda-feira, março 27, 2006

Consciência



A noite já caiu, o silêncio é quase total, pelas tuas ruas agora quase despidas de vida apenas deambulam os fracassos, os teus pesadelos, a outra face que nem todos ousam ver. A tua beleza gótica que durante o dia quase ninguém repara durante a noite tem o seu expoente, as ruas, vielas, calçadas, tudo se transfigura.

O teu mundo na escuridão é frio mas mesmo assim tu abraças aqueles que por ti caminham sem rumo, fazendo aquilo que nós não fazemos e que nos leva a virar a cara, para evitar.

Engraçado!?

Não percebo, se tu és a criação do homem, porque que demonstras mais sentimentos que o teu próprio criador, terás tu uma consciência, ou não terá o teu criador consciência de ti?

5 comentários:

Claudia_peixinha disse...

Ora boa tarde:)

Vim nadar até aqui ,pq me indicaram a tua cabeça rapada (tss tss se fores ao meu blog percebes).

Desconhecia este blog,mas gostei do que li sobre o nosso Porto:)

Até breve!

Pistolero disse...

Obrigado pela visita.

Anónimo disse...

liiiiiiiiindo!

Sol disse...

Bem.... fiquei envolvida neste texto... fiquei mesmo.
Nem sei dizer nada!!

5*****

;))Beijo

(vou ler outra vez)

Frankie disse...

So tenho uma palavra:LINDO!!!!!!!!